CAU/BR, CAU/UF, PLENÁRIAS|

Nesta sexta-feira, 24 de maio, os conselheiros do CAU/BR e os presidentes dos CAU/UF reúnem-se em Brasília na 29a. Plenária Ampliada da história do Conselho. O evento começa às 9h com transmissão ao vivo pelo site. Confira abaixo a pauta completa.

 

ACOMPANHE AO VIVO:

Link no youtube

 

PAUTA DA 90ª REUNIÃO PLENÁRIA ORDINÁRIA DO CAU/BR

1. Verificação de quórum;
2. Execução do Hino Nacional Brasileiro;
3. Leitura e discussão da Pauta;
4. Discussão e aprovação da Ata da 89ª Reunião Plenária Ordinária;
5. Ordem do dia:
5.1. Projeto de Deliberação Plenária que delibera o pedido de vista sobre a deliberação que aprova a alteração do organograma do CAU/BR.
(Origem: Presidência do CAU/BR – Relatora: Conselheira Cristina Evelise Vieira Alexandre)
5.2. Projeto de Deliberação Plenária de julgamento, em grau de recurso, do Processo Ético-disciplinar nº 204282/2014 (CAURS); regime de urgência; (Origem: Comissão de Ética e Disciplina; Relator(a): conselheiro Matozalém Santana).
5.3. Projeto de Deliberação Plenária de julgamento, em grau de recurso, do Processo Ético-disciplinar nº 279171/2015 (CAUPA); regime de urgência; (Origem: Comissão de Ética e Disciplina; Relator(a): conselheiro Carlos Fernando).
5.4 Projeto de Deliberação Plenária que aprova o Projeto de Resolução que dispõe sobre o Regulamento Eleitoral do CAU – regime de urgência; (Origem: Comissão Eleitoral Nacional; Relator: conselheiro José Gerardo da Fonseca Soares).
6. Encerramento.

 

Conselheiros federais do CAU/BR

 

Fórum de Presidentes dos CAU/UF

 

Na véspera, a 90a. Plenária Ordinária definiu o Regulamento para as Eleições do CAU de 2020.

8 Replies to “AO VIVO: Plenária Ampliada debate orçamento e planejamento”

  1. LUIZ PHILIPPE P TORELLY disse:

    Espero que sejam aprovadas as eleições diretas para a Diretoria. Até hoje o CAU mantém a herança do Sistema CONFEA/CREAS e ainda não disse aos arquitetos a que veio. Hora de mudar para recuperar o espírito de sua criação.Precisamos de uma instituição livre e soberana, que promova o debate inclusivo dos brasileiros na conquista do direito a moradia e a uma cidade justa e ambientalmente sustentável.

    Luiz Philippe Torelly
    Arquiteto e Urbanista.

    • CAU/BR disse:

      Luiz, o CAU/BR e os CAU/UF existem desde 2011, tendo criado o SICCAU, Tabela de Honorários, Código de Ética, Resolução sobre Direitos Autorais, Resolução sobre Atividades Privativas de Arquitetos e Urbanistas, Site Ache um Arquiteto, desenvolveu campanhas nacionais de valorização profissional e têm lutado no Congresso Nacional pelo planejamento correto de nossas cidades, entre outras ações. O CAU/BR promove ainda diversas ações objetivando a valorização da Arquitetura e do Urbanismo no Brasil, por meio de campanhas publicitárias, diálogo institucional com o Governo Federal e Congresso Nacional, eventos nacionais e agora também ações de apoio à Assistência Técnica para Habitação de Interesse Social.

      Os CAU/UF destinam 2% de seus orçamentos para apoiar projetos de Assistência Técnica em Habitação de Interesse Social em todo o Brasil. Como esse financiamento, arquitetos e urbanistas têm resgatado um direito fundamental do cidadão. Assim como saúde e educação, trata-se da qualidade de vida da população, garantida pela Lei 11.888/2008. Saiba mais em http://www.caubr.gov.br/athis

      Informamos ainda que o CAU/BR possui uma intensa atuação junto ao Congresso Nacional, com acompanhamento diário dos projetos de lei em tramitação e diálogo permanente com deputados e senadores. Todos os anos, o CAU/BR realiza um Seminário Legislativo de Arquitetura e Urbanismo em Brasília, com a participação de arquitetos e parlamentares. Veja em http://www.caubr.gov.br/seminariolegislativo

      Além disso, o CAU/BR tem promovido diversas campanhas nacionais e de grande alcance pela valorização profissional. O programa Arquitetura para a Vida, produzido pelo CAU/BR, foi transmitido três vezes por semana, em rede nacional. Veja em https://bit.ly/2IH8YRY

      Em dezembro, a campanha do Dia do Arquiteto foi vista por mais de 100 milhões de pessoas. A campanha do Dia do Arquiteto é realizada todos os anos desde 2013, sempre em TV aberta, rádio, jornais, internet e mobiliário urbano. Saiba mais em https://bit.ly/2SlgW3F

      Os CAU/UF realizam ainda ações de fiscalização, de apoio às prefeituras e orientação dos profissionais recém-formados. Existem ainda uma série de benefícios, como planos de saúde, desconto em softwares BIM e financiamento de projetos. Você pode conferir todos em http://www.caubr.gov.br/indice-beneficios/

      Lembramos que o CAU é de todos os arquitetos e urbanistas. Caso tenha alguma dúvida, por favor entre em contato com a nossa Central de Atendimento:

      Chat: http://www.caubr.gov.br/atendimento
      Telefones: 0800-883-0113 e 4007-2613

  2. Rezelg disse:

    O áudio está com retorno.

  3. NILO NUNES disse:

    Prezados Senhores, BOM DIA.
    APROVEITANDO O MOMENTO EM QUE SE DISCUTE O REGULAMENTO PARA AS ELEIÇÕES DE 2020,REGISTRO A PROPOSTA QUE FOI APRESENTADA EM 07/08/2017.
    Enviei mensagem para o CAU/SP com o texto a seguir. A resposta do CAU/SP foi a seguinte:

    Pedimos a gentileza de encaminhar sua sugestão via ouvidoria do CAU/BR disponível no link: http://cau.isocrm.com.br/cau/isocrmportal/index.html?1,1,t2, para análise e deliberações.

    TEXTO DA MENSAGEM ENVIADA AO CAU/SP:
    Estou acompanhando o processo eleitoral do CAU/BR. Obtive dados sobre as eleições mandato 2018-2020 prevista para ser realizada em 31/10/2017. Obtive acesso à lista prévia de arquitetos e urbanistas aptos a votar. Observei que o total de arquitetos e urbanistas cadastrados no Estado de São Paulo= 49.099 profissionais, com 56 vagas para conselheiros titulares.
    A abertura para inscrição das chapas está compreendida no período de 14/08 a 08/09. Conheço vários colegas arquitetos que teriam interesse em compor chapas para concorrer às eleições.
    SUGESTÃO:
    Abrir um cadastro para os profissionais do Estado de São Paulo que estejam interessados em participar da composição de chapas. Isso também poderia ser adotado pelos CAUs de todas as Unidades da Federação. Os colegas que estiverem liderando a formação de chapas para concorrer, poderiam acessar o cadastro dos interessados, com uma síntese do perfil pessoal e profissional de cada um. Esse mecanismo estimularia a participação dos colegas para todos os cantos e recantos do Estado e do
    Brasil, numa espécie de setorização eleitoral ou “distritos eleitorais” para compor o Conselho. A proposta ampliaria a abrangência e fortaleceria ainda mais o aspecto democrático do nosso processo eleitoral e também abriria espaço para reunião de ideias, propostas e inovações, enriquecendo a plataforma de proposições de cada chapa inscrita, principalmente fortalecendo a inclusão dos colegas que vivem e trabalham fora das regiões metropolitanas e das grandes e médias cidades.
    À análise e consideração.
    Atenciosamente.
    Arquiteto e urbanista NILO NUNES.
    CAU nº A2942-4

    Prezado Nilo, encaminhamos seu protocolo à Comissão Eleitoral Nacional – CEN – CAU/BR e obtivemos o seguinte retorno:

    “Observada a data para início e término de inscrições de chapas para o pleito eleitoral de 2017 é inviável qualquer mobilização no sentido de tentar executar algo desta magnitude. No entanto a proposta será registrada como recomendação para as eleições de 2020.”

    Colocando-nos a sua inteira disposição para eventuais esclarecimentos.
    Atenciosamente,
    Conselho de Arquitetura e Urbanismo do Brasil – CAU/BR

  4. BIA disse:

    Audio baixo.

  5. VANIA AVELAR DE ALBUQUERQUE disse:

    BRAVO TORELLY

  6. Ângelo Marcos Arruda disse:

    A plenária para ser transmitida para todos precisa ter pautas de interesse do país. Ou seja, a burocracia não precisa ser transmitida e sim os assuntos de interesse nacional ou regional. Fica aqui a sugestão.

  7. Antonio J. L. Aprilanti disse:

    Colegas, sou arquiteto a mais de 50 anos e desde lá venho ouvindo a cantilena de luta pela valorização de nossa profissão. A criação do CAU foi uma conquista importante mas o buraco é mais em baixo como se diz. Criou-se um super órgão de classe e cada reunião do Conselho em Brasília, segundo pode ser verificado no site, gasta-se uma nota com deslocamento de diferentes pontos deste grande pais com passagens, estadia e outras, sem grandes resultados. As reuniões são constates no estado e no Distrito Federal, mas de nada adianta discutir-se tabela de honorários se ninguém contrata ou paga o que vale nosso trabalho. A grande discussão tem de ser a obrigatoriedade de projeto executivo. Arquitetura ainda é moda, e ganham dinheiro os que estão na moda e se dispõe a fazer o que o cliente quer, ganhando mais com a tal Reserva Técnica do que com o projeto. E olha que fui Secretário de Planejamento de minha cidade, tive participação bastante ativa, fizemos o primeiro Plano Diretor sendo que até hoje não vejo uma secretaria verdadeiramente implantada com profissionais arquitetos e urbanistas à altura das necessidade de uma cidade de 400 mil habitantes. Continuo participando das discussões do município mas não vejo grande interesse dos políticos administradores em investir nisso. Espero encontrem o caminho para realmente oferecer ajuda aos nossos colegas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close Search Window