CAU/BR, CONCURSOS DE AU, RECENTES, Todas as Notícias|

Membros da União Internacional dos Arquitetos (UIA) e do Conselho de Arquitetos da Europa (ACE), reuniram-se para a Conferência de Concursos Internacionais de Projeto. O evento foi realizado na sede da UNESCO, em Paris, no dia 25 de outubro.

 

Como resultado, os participantes da conferência elaboraram uma declaração com os tópicos abordados, intitulada “Concursos de Projeto Arquitetônico: Ferramenta chave de política para garantir a qualidade do ambiente construído”. A transcrição do documento pode ser conferida na íntegra abaixo.

 

Patrocinado pela Comissão Europeia (Europa Criativa) e pela UNESCO, a conferência reuniu arquitetos, planejadores urbanos, o setor público e organizações internacionais. As palestras forneceram oportunidades para refletir sobre a importância da qualidade no ambiente construído e sobre como os concursos de Arquitetura podem atuar como ferramenta para a promoção de resultados de alta qualidade.

 

Confira abaixo a nota dos participantes da Conferência de Concursos Internacionais de Projeto:

 

Concursos de Projeto Arquitetônico: Ferramenta chave de política para garantir a qualidade do ambiente construído

 

Os concursos de projeto arquitetônico estão entre as formas mais eficazes de alcançar excelência em projetos construtivos e comunitários. Os concursos produzem conceitos ideais e planos para um determinado programa de construção, planejamento ou projeto de paisagem. Por serem baseadas exclusivamente na qualidade das soluções propostas e focadas nas necessidades específicas de um projeto cuidadosamente definido, as competições resultam em soluções de alto valor, com grande benefício para os usuários finais, aumentando a qualidade de vida e a excelência em projeto no ambiente construído.

 

A União Internacional dos Arquitetos (UIA) e o Conselho de Arquitetos da Europa (ACE) chamam atenção dos formuladores de políticas e órgãos governamentais para que incluam concursos de projetos de arquitetura como procedimento recomendado nas leis de contratação pública, para promover soluções responsáveis e duradouras ​​para construções e comunidades.

Os concursos de projeto arquitetônico concentram-se em procedimentos baseados em qualidade e orientados para projetos. Concursos de Arquitetura e Urbanismo e projeto de paisagem oferecem uma excelente maneira de avaliar várias propostas de projeto em um procedimento formal e profissional, como forma de encontrar o melhor planejamento para a necessidade definida. De acordo com os critérios de avaliação estabelecidos no resumo do concurso, jurados profissionais e independentes avaliam os projetos enviados pelos concorrentes. As competições são baseadas na qualidade e seguem procedimentos orientados por projetos.

 

Os concursos de projeto arquitetônico produziram muitos edifícios culturalmente significativos em todo o mundo, incluindo a Ópera de Sydney, Centro de Pompidou, Biblioteca Nacional da França, Fórum Internacional de Tóquio e a Biblioteca Nacional do Egito em Alexandria. Convidamos órgãos governamentais, autoridades públicas e clientes privados para buscar a qualidade e a excelência em projeto por meio de competições.

 

Concursos oferecem múltiplos benefícios aos clientes, concorrentes e sociedade, sendo alguns deles:

 

– Qualidade: Resultam em Arquitetura e em desenvolvimento urbano de alta qualidade.

– Inovação: São uma fonte de soluções inovadoras, econômicas e sustentáveis.

– Transparência: São transparentes e não discriminatórios, construindo credibilidade e público de confiança ao promover justiça através de entradas anônimas.

– Flexibilidade: São adequados para pequenas e grandes entidades, para clientes experientes, bem como para aqueles com pouca experiência.

– Qualidade garantida: Jurados profissionais independentes e altamente qualificados, juntamente com os representantes dos clientes, avaliam propostas de acordo com critérios bem definidos.

– Custo-benefício e visibilidade: Os custos dos concursos estão no nível de um 1% do orçamento geral de construção, compensando adequadamente os concorrentes.

– Participação pública: Oferecem a oportunidade de envolver os cidadãos na formação dos ambientes, estimulando o debate público sobre necessidades e abordagens do projeto.

– Igualdade de oportunidades: Todos os concorrentes têm chances iguais. Os concursos podem oferecer oportunidade de concluir grandes obras a jovens e profissionais relativamente desconhecidos; competições são úteis para proporcionar aos jovens profissionais uma chance muito boa de entrar no mercado.

– Criatividade: Criam oportunidades para testar novas ideias, convidando várias abordagens a se expressarem formalmente.

 

A União Internacional dos Arquitetos (UIA) E o Conselho de Arquitetos da Europa (ACE) desenvolveram diretrizes detalhadas para organizar concursos, abordando:

 

– Princípios de anonimato, transparência, igualdade de tratamento e não-discriminação;

– Independência e composição do júri;

– Natureza e escopo do resumo da competição;

– Prêmios em dinheiro e outras remunerações;

– Direitos autorais;

– Resolução de disputas.

 

Existem muitas formas e procedimentos possíveis de concursos. Temos experiência com todos eles. Independentemente da abordagem escolhida, a combinação de bons resumos do projeto, procedimentos e júris garantem um bom resultado.

 

Paris, 25 de outubro de 2019

Thomas Vonier, Presidente da União Internacional dos Arquitetos (UIA);

Georg Pendl, Presidente do Conselho de Arquitetos da Europa (ACE).  

One Reply to “UIA reafirma importância de Concursos de Projeto Arquitetônico”

  1. João Labatut disse:

    Mas ai, se a moda dos concursos pegar mesmo, os arquietos brasileiros vao ter de parar de se acharem os “tais” e trabalharem em grupos, como socios ou mesmo empregados. Porque sozinho ninguem ganha concurso. Basta ver os grandes escritorios mundiais, com 200, 300 e em alguns casos mais de mmil arquitetos…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close Search Window